terça-feira, 20 de maio de 2014

Não vai ter Copa no Brasil em 2014? Vc nasceu livre, e um homem livre, não se submete, se alia.

Enquanto muitos gritam NÃO VAI TER COPA, eu até agora não disse nem escrevi sobre o assunto, pois estava esperando o tempo mais próximo.
Os mesmos que gritaram em 2007, viva, aleluia, somos penta e seremos Hexa para suprir a humilhação de 1950. Hoje gritam sob seus níveis absorvido pela consciência que carregam.
Antes de gritar, não vai ter copa,
DEVEMOS GRITAR POR:
Não vai subir nem 1 % nos juros porque isto representa 25 bilhões de reais por dia no nosso bolso.
Não aceitamos o senado ter 81 senadores ao custo de 50. bilhões de reais por ano.
Não aceitamos ser representado por 513 deputados federais que não nos representa.
Não vai faltar trabalho, porque sem ele não atingiremos o progresso e seremos humilhados pelos “Bolsas” que nos tira o direito de progredir e nos estagna. (Queremos o fim da CLT com salário mensal, queremos o sálario pela liberdade da hora trabalhada.)
Não haverá reeleição, porque com ela temos origem de todos dos corruptos
Não haverá mais desvios de dinheiro, porque não vemos a distribuição e seus fins.
Não haverá mais injustiça, porque tiraremos do judiciário os ladrões indicados ou comprados.
Não faltará educação, porque implantaremos um novo modelo para a educação, criaremos a nossa filosofia, nossa ideologia.
Ninguém será eleito sem o nosso conhecimento, porque queremos o voto distrital.
Não haverá mais obrigatoriedade nos votos, nem o voto cabresto.
Não aceitaremos mais a influência governamental sobre a manipulação e sensacionalismo das mídias e das religiões.
Não aceitaremos mais a omissão das instituições nem das universidades.
Não aceitaremos mais a omissão dos promotores, Juízes e desembargadores.
Não aceitaremos cargos públicos sem formação e qualificações.
Não aceitamos o sistema tributário,
Não aceitamos o sistema da previdência.
Não aceitaremos o governo federal determinar todas as leis, exigimos o poder para os estados gerar suas próprias leis sociais e criminais.
Não aceitaremos acordos entre governos e crimes organizados.
Não aceitaremos bolsa cadeia.
Exigimos a redução da maioridade penal para 14 anos.
Exigimos assistência as famílias que perderem seus arrimos em assassinatos.
Exigimos mais preparo para as polícias.
Exigimos mais investimentos na tecnologias medicinais.
Exigimos proteção para nosso mercado, indústria, comércio e serviço.
Exigimos que o povo pare de parar o país para assistir o último capítulo da novela ou um beijo Gay, (é um beijo como qualquer outro.)
Exigimos o direito à liberdade, com ela não há espaço para o preconceito.
Não aceitamos mais o posto de povo amoroso, hospitaleiro e solidários, porque temos um governo que desvia dinheiro flagelados e cidadãos que matam e incendeiam seus irmão por motivos fúteis.
Estamos longe do lema da França. LIBERADE, IGUALDADE E FRATERNIDADE.
Posso citar mais de 1.000 gritos aqui.
O que mais me parece esse grito de não vai ter copa, é um grito de, pega ladrão que roubou um botijão. Santa paciência!
Pior que ter a Copa aqui é ver o desrespeito do próprio povo com o povo. E não pegar um ladrão que roubou um botijão.
Enquanto vc está aí acreditando que roubaram 8 bilhões eles roubaram 2,2 Trilhões, esse é o valor que nós pagamos em impostos em 2013.
Acorda, vc não é um Plebeu, pare de ser submisso, vc nasceu livre, e um homem livre, não se submete, se alia.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

(Otimização de sites ou Links Patrocinados)

Olá Pessoal, o título deste artigo retrata bem a realidade hoje dos sites no Brasil e no mundo.
Hoje apenas 6% dos sites são otimizados no Brasil, é uma boa hora para você partir nesse novo negócio, mas vem um dilema, com quem fazer?
Você precisa encontrar uma empresa real mas principalmente leal, porque há muitas empresas de internet aproveitando-se desta novidade e da leigalidade dos clientes e fazendo o jetinho brasileiro, instalando os famosos Black Hats.
Vou mostrar neste artigo a empresa MK8 Otimização de sites que desenvolve sites e portais otimizados, incluvise desenvolveu o
www.poloindustrial.com.br

Em Julho de 2008 profissionais com larga experiência na área comercial e de tecnologia da informação resolveram compartilhar capacidades para criar a MK8 Otimização de site.

Investir em
otimização de sites ou em links patrocinados? As duas estratégias são importantes e se complementam.
Para obter uma boa otimização de sites é necessário entender o funcionamento dos algoritmos dos buscadores. Desta maneira, a empresa pode adaptar o seu site de acordo com os principais critérios que farão com que seja considerado, naturalmente, o conteúdo mais relevante em relação a um termo pesquisado. O objetivo é estar no topo do resultado natural de busca.
Algumas das vantagens deste sistema são os aumentos gradativos no número de visitas, o incremento real e duradouro no tráfego de visitas, associação de imagem entre produtos, serviços e marca e melhoria na navegação. No entanto, este processo requer uma série de modificações técnicas e estratégicas. Para alterar um site é preciso envolvimento de toda a área de TI de uma empresa, investimentos em setup e manutenção. Esta mudança pode consumir alguns meses para conquistar resultados satisfatórios nos gerenciadores de busca.
Já o link patrocinado é o resultado apresentado no topo ou no entorno da página de resultado de busca. Esta ação publicitária é paga apenas se o usuário clicar no link do anunciante. O custo do anúncio (ou, mais exatamente, do clique) varia de acordo com diversas condições, entre elas o número de exibições e o volume de cliques. Anúncios mais visualizados e com volume alto de cliques tendem a pagar proporcionalmente menos que outros.
Considero este sistema muito positivo para o mercado, pois reconhece e premia os melhores anúncios e beneficia o usuário, que recebe informações cada vez mais precisas. Alguns benefícios, quando optamos pelos links patrocinados, são: alcançar resultados imediatos, ter a certeza de que o anúncio vai aparecer na forma em que foi criado e agilizar a avaliação de resultados para reforço de campanha ou alteração imediata.
O consumidor digital tem na web um meio relevante para a busca de informação. A diferença entre um site bem acessado e um desconhecido está no fato de saber posicioná-lo na rede, com estratégias definidas de otimização e/ou link patrocinado.

A
MK8 Otimização de sites fará o planejamento da Otimização do seu site indexando o maior número de páginas na busca natural do Google e outros Buscadores.
Esse trabalho aumentará drasticamente o ranking do seu site permitindo mais oportunidades de mercado, considerando que o Google tem um Market-share de 90% e o Brasil possui hoje mais de 40 milhões de internautas economicamente ativos. Esse número pode ser ainda maior quando se trata de sites de relacionamentos que varia entre idades de 12 a 30 anos, o número passa de 100 milhões de usuários.

Não perca mais tempo, faça uma otimização de sites já.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

O Planejamento em 30 segundos

Olá.

Hoje vou apresentar um conceito valioso e poderoso em qualquer administração, o planejamento. Ele é o alicerce, artífice a âncora para o triunfo de qualquer administrador, gerente ou consultor de vendas.

Para fazer um bom planejamento é sempre bom lembrar algumas regras básicas de comunicação como:

Desperte a atenção

Alimente a atenção

Convença-o

Você desperta a atenção com um gancho ( uma frase resumida em 30 segundos do seu planejamento), depois é preciso alimentá-la e convencê-los.

A primeira coisa que um bom advogado faz quando prepara uma comunicação ao júri é construir o caso. Ele sabe que deve atrair a atenção do juiz e do júri, por isso ele inicia a intervenção com um gancho, também sabe que deve acabar com um apelo a favor do seu cliente. Tudo que acontece entre esses dois extremos é o assunto da exposição. O assunto de sua mensagem de 30 segundos deve explicar, reforçar e provar a validade da argumentação que você utiliza. Para que se consiga esse efeito, o assunto deve conter a totalidade ou pelo menos uma parte dessa famosa fórmula: O que, quem, onde, quando, por que e como.

Podemos questionar sem elevar muito nosso raciocínio e perguntar, mas como podemos resumir uma história em 30 segundos? Quando estamos assistindo TV por exemplo e logo passa os comerciais, entendemos claramente as mensagem contadas em 15 ou 30 segundos, e como isso acontece, num passo de mágica? Não, a resposta para esta questão está em como desenvolver o Assunto. Para isso devemos seguir alguns passos, vamos lá:

1º Passo

Conheça o objetivo.

Conheça o ouvinte.

Conheça a abordagem.

2º Passo

Agora faça a si mesmo as seguintes perguntas:

Do que eu estou falando?

Quem está envolvido?

Onde está?

Quando é?

Por que é?

Como faço isso?

3º Passo

Cheque suas respostas com as seguintes perguntas:

Elas reforçam e/ou explicam meu objetivo?

Elas se relacionam com meu ouvinte?

Elas correspondem à minha abordagem?

Se preencherem os requisitos do terceiro passo, qualquer uma ou todas as suas respostas às seis perguntas ( o que, quem, onde, quando, por que e como ) são candidatas a se transformarem no tema da mensagem de 30 segundos. Você pode empregá-las em qualquer ordem ou combinação.

Vamos mostrar em uma mensagem de 30 segundos.

Um executivo que busca investimentos para a empresa está falando com alguns investidores potenciais. Ele fixa o gancho e fala.

Podem nossas ações dobrar de valor este ano? Acredito que sim e que o farão. Ele continua, então com sua abordagem.

-Estamos em um negócio de rápido crescimento. Em seguida ele explica e reforça e prova abordagem.

O ano passado tornou a comprovar esta verdade, foi o melhor ano da história da empresa, superamos todos os recordes de vendas e lucros. Temos agora um forte mercado em crescimento, espalhando-se por todo o país. Estamos desenvolvendo novas linhas de produção para atender a este mercado. E nossas vendas já começaram a bater recordes, compre agora nossas ações e participe deste crescimento. Foi o que eu fiz e vou continuar fazendo.

Todo planejamento está dotado pelo tema, pelo conteúdo da mensagem. Explica o que se quer dizer, responde à pergunta que fizemos no gancho, descreve o trabalho que queremos ver realizado.

Você pode ter escolhido a abordagem correta para atingir seu objetivo, pode ter captado a atenção do ouvinte com um gancho provocador, mas sua mensagem se perderá a não ser que você conheça o tema e apresente-o com o máximo possível de concisão e vigor.

O tema é a notícia que acompanha uma manchete dramática, a legenda sob uma foto empolgante, o doce numa caixa atraente. O que, quem, onde, quando, por que e como fazem parte de nosso tema. É uma fórmula simples de aprender e assim que passarmos a dominá-la, ela pagará dividendos em cada mensagem de 30 segundos.

Vamos lá pessoal, o negócio e planejar, planejar e planejar.....Um dia Deus planejou e arquitetou a vida e nós estamos “presos” nesse lindo negócio que se chama viver, mas é impossível viver sem planejar.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Abordagem é chave para o sucesso.

Bom pessoal como todos sabem uma boa abordagem é chave para o triunfo. Vocês se lembram da História de Dorothy na terra de Oz? Ela e o cachorro Totó queriam voltar para Kansas, o espantalho queria um cérebro, o homem de lata queria um coração, o Leão covarde queria coragem. Eram esse os seus objetivos. E o mágico de Oz era a única pessoa que podia dar o que desejavam, a pessoa certa que deveriam procurar, o problema que enfrentavam era como chegar à cidade das esmeraldas para conversar com o mágico. Pegaram então o caminho das pedras amarelas. Foi assim que decidiram abordar a cidade.

Vocês devem estar se perguntando, mas porque ele está abordando um assunto desse conto infantil? É que nesse conto podemos ver como desenvolveram uma estratégia e fizeram a abordagem do mágico.

Devemos sempre fazer uma boa abordagem:

A Abordagem correta: Como chegar lá?

A abordagem correta é o pensamento ou sentença específico que melhor poderão conduzi-lo a seus objetivos. Este pensamento ou sentença pode ser denominado como premissa, raiz, ideia, conceito, foco, força impulsionadora, estratégia, estratagema ou tema da mensagem.

A abordagem correta é também a base do prédio, o “X” do problema, o esqueleto do corpo, a melodia que corre através da música. Quando possuímos uma base de conhecimento da situação que estamos vivendo podemos fazer uma analise rápida de 30 segundos e usar uma mensagem de abordagem, uma frase que mais se encaixe.

Mas como descobrir a abordagem correta? Essa dúvida só existe quando não fazemos o primordial, o conhecimento do cliente. Primeiramente é necessário conhecer a si próprio, conhecer a empresa que você trabalha, o mercado que ela atua, analisar o cliente e seu mercado para assim apresentar um plano de negócios que irá atender suas necessidades e expectativas.Conservando em mente o objetivo e o ouvinte, faça a si mesmo as seguintes perguntas e responda-as com frases simples:

Do que eu estou falando?

Qual é a base de minha estratégia?

Qual é o núcleo do que vou dizer?

Qual é a melhor declaração para me conduzir ao que quero?

Será fácil criar uma situação em torno dessa frase?

Que outras declarações vitais posso encaixar dentro da frase ou a ela relacionar?

Esta vinculação de outras declarações servirá aos interesses e necessidade de meu ouvinte?

Se a resposta a duas dessas perguntas for a mesma e estiver diretamente relacionada a seu objetivo e aos interesses e necessidades do ouvinte, você encontrou a abordagem correta.

É ilimitado o número de abordagens potenciais para atingir um objetivo. São tantas quanto sua imaginação possa conceber. Mas assim como devemos ter um único objetivo, um objetivo bem definido, devemos escolher uma abordagem única.

Então, boa estratégia e abordagem a todos vocês.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

(O poder da concentração)

Olá Pessoal, vamos a mais um tema de concentração.

A concentração é uma arma poderosa em vários sentidos. Quando nos concentramos em algo colocamos toda nossa energia no foco que estamos. Forçamos nossa mente a entrar em um ponto de ela abrir e ver o que até então parecia não existir.

Eu sempre costumo dizer que, Quanto mais evidente for uma ideia em sua mente mais certo é fato de ela existir. Isso quer dizer que se nós colocarmos um pensamento em nossa mente e não desviarmos o foco ela trará para a nossa realidade quer uma coisa boa ou má. Se fixarmos uma ideia de que estamos com dificuldade em desempenharmos uma tarefa ou conseguir algo, seja material ou não, isso irá realmente se tornar mais difícil. Analise o quanto você fica irritado, preocupado e principalmente bloqueado quando você se vê nestas situações?

Quando você entra nesta sintonia você atrai tudo o que é negativo para si mesmo, não estou dizendo porque lemos livros de alto ajuda, digo pelo próprio poder emocional que somos conduzidos, ficamos tão irritado que qualquer um que nos diz alguma coisa, nós logo justificamos e colocamos a culpa do nosso fracasso em alguém ou em alguma coisa. Tão certo é o fato da concentração que podemos analisar algumas frases, a de Buda por exemplo: Somos o que pensamos, tudo que somos surge com os nossos pensamentos, e com os nossos pensamentos fazemos o nosso mundo. Há um texto de Salomão na Bíblia que diz: O homem, assim como se imagina em sua alma assim ele é. Eu posso pensar que sou um fracasso como posso pensar que sou um rei. , se meus pensamentos determinam minha forma de viver e estamos descobrindo isso, por que então não tomamos posse do poder da decisão a nosso favor? A questão está exatamente no controle do nosso emocional, uma vez controlado podemos controlar o que quisermos em nossas vidas.

Faça da chave mágica um uso inteligente e unicamente para fins dignos, e ela trará felicidade e sucessos duradouros, é o que todos nós queremos.

Esqueça dos erros do passado, que cometemos isso ou aquilo, falamos isso ou aquilo, esqueça as derrotas e fracassos temporários. Eu disse em outro artigo, afinal qual o líder que não conheceu o fracasso? Não sabe que o que já passou, passou e que o dia de ontem não volta mais? Deixe de viver no passado, você já aprendeu com tudo isso, agora é usar o que já sabe e aplicar aos novos desafios.

Recomece tudo novamente, e se seus esforços anteriores não deram resultados esperados, faça com que os próximos cinco ou dez anos tragam triunfos que satisfaçam às mais altas ambições.

Faça por si mesmo o seu nome e preste um grande serviço ao mundo por meio da ambição, desejos e esforços concentrados.

Eu mesmo já tive várias experiências negativas em minha vida, criadas por mim ou atraídas por mim mesmo. Muitas vezes me olharam como um frágil porque cometia um ato errado ou fracassava em uma tarefa, mas eu nunca me abalei com os ataques ou visões superficiais, fui chamado várias vezes até mesmo de arrogante, eu simplesmente não me sentia um derrotado nem arrogante, mas sim um aprendiz de todas essas experiências, muitas dessas pessoas que disseram isso de mim vieram a reconhecer a minha superação mais tarde, hoje dizem que sou forte e inteligente, mas deixo esses elogios com eles, não deixo isso afetar minha vaidade.

O que quero mostrar é que sempre devemos acreditar em nós mesmo, isso fará de nós um guerreiro, um valente, e não podemos vencer se temos uma concentração negativa ou acharmos que existe uma conspiração contra nós.

Se concentrarmos nossa mente em um objetivo definido ela trará situações, aproximará pessoas e fatos que nos ajudarão a conseguir a atingir nossos alvos. Lembrando sempre que, querer é poder!

Ok pessoal, então a palavra mágica é concentração, e para isso novamente a frase que eu sempre carrego.

Quanto mais evidente for uma ideia em sua mente mais certo é fato de ela existir.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Hereditariedade física e social

Olá amigos vamos discutir essas duas questões e ver o quanto somos donos dos nossos atos ou se somos guiados muitas vezes por impulsos gerados pela hereditariedade.

Esses dois fatores constituem as principais forças que controlam os homens na civilização, na hereditariedade física estão as marcas que carregamos como cor dos olhos, da pele, tipo do corpo o funcionamento dos órgãos vitais e até algumas doenças são reflexos fixos, que não podemos mexer, resultado de anos de transformação evolucionária, mas a parte mais importante do que somos é resultado da hereditariedade social que é adquirida do ambiente em que vivemos e da educação recebida na infância.

A nossa concepção religiosa, econômica, política, social e filosófica e outras questões de natureza semelhante, inclusive a guerra de um país ou a que travamos com alguém é resultado das forças dominadoras da nossa educação e do ambiente que vivemos.

Eu conheço bem essa questão que vou dizer. O Protestante é protestante em virtude da primeira educação que recebeu e o católico é católico pelo mesmo motivo. Digo isso porque cresci em uma família de protestantes e desde criança eu ia a igreja aos domingos querendo ou não, pela minha vontade ou contra. Isso influenciou minha crença e minha personalidade de forma positiva e negativa, explicarei melhor mais abaixo.

Mas o que quero dizer é que a religião que um indivíduo professa é resultado da educação religiosa que vai dos 4 aos 14 anos de idade, salvo algumas exceções, imposta pelos pais ou pelos que dirigem sua vida. É tão certo isso que podemos ver em um texto bíblico o seguinte versículo: Ensina o teu filho no caminho que deve andar e ainda quando for velho não se desviará dele.

A raiz que carregamos sempre fica forte e dificilmente iremos conseguir quebrar. Vou dar um exemplo meu, fui criado como já disse em uma família de protestante e hoje sou Kardecista, isso para alguns é um choque, mas que no estudo e na essência é a mesma coisa, eu ainda carregado as lembrança da minha crença de infância e costumes dos dogmas da igreja, as vezes me pego rotulando coisas que não tem no Kardecismo e existem nas igrejas prostestantes, consequência da hereditariedade social.

Nas questões positivas foi muito importante eu ter recebido um ensinamento religioso, ele é fundamental para os princípios que destinamos na vida, a questão negativa estava sempre relacionada aos questionamento da doutrina, que sempre era motivo de discordia em alguns pontos e muita polêmica.

As principais crenças de uma pessoa são as que lhe foram impostas ou as que ela absorveu, voluntariamente, sob condições altamente emocionais, num período em que sua mente estava receptiva.

Na hereditariedade social podemos ver o quanto somos influenciados pelos outros, vejam alguns exemplos: Quando estamos em época de copa do mundo o brasileiro é todo patriota, ama seu país, fica alegre e sofre com suas emoções. Agora veja quando é época de eleição. Como se comporta o sentimento do povo Brasileiro? Sempre com desconfiança, porque ensinaram e doutrinaram o povo para isso, o pior de tudo é que passamos de pai para filho, estamos vivendo isso em tudo, no futebol, na igreja, na política e no convívio social.

Os EUA é um exemplo em questões de manipulação social , eles conhecem tão bem essa questão que presenciamos claramente isso, lembram da guerra do Iraque? Sabíamos mais sobre ela do que o povo americano, a imprensa maquiava tudo em favor da América. Vejam o que eles ensinam aos seus jovens, a lutarem por seus ideais, lembram do discurso do Barak Obama? “O EUA é o que é não porque é uma potência mundial, mas sim por seus ideais, Yes We Can!

Então pessoal, vocês já sabem: existem 3 grandes forças organizadas por meio do qual opera a hereditariedade social e são elas: As escolas, as igrejas e a imprensa. Quando essas 3 trabalham juntas elas mudam e fazem histórias em qualquer civilização. Plantam a paz, a guerra, a discórdia e a concórdia.

Fizeram a Alemanha gritar o mundo através de um ótimo orador maligno, cruel, fizeram-nos acreditar que em nosso país só existem políticos corruptos, fizeram nossos jovens sair as ruas com suas caras pintadas e hoje lotam suas igrejas com promessas manipuladoras emocionais, enquanto que deveriam defender a bandeira da união e justiça.

Citei estes exemplos de forma mais ampla, mas quantas vezes não agimos de forma espontânea com uma pessoa de forma negativa e quando passa algum tempo vemos que fizemos algo que não deveríamos? Isso é conseqüência da hereditariedade social, e nós como líderes precisamos estar bem atentos para não cometermos atos indesejáveis.

Pesquise neste blog

Carregando...